A cozinha é um dos espaços mais afetuosos da casa. Guarda segredos culinários de família, temperos e aromas únicos, cheios de significados. Mas nem só de delícias vive uma cozinha.

O cozimento de alguns alimentos e as frituras podem ser bem problemáticos, especialmente nas cozinhas modernas, integradas a outros ambientes da casa. A fumaça e o cheiro liberado pela fritura se espalham pelo ambiente, grudando nas roupas, nos cabelos, nas paredes e até mesmo nos móveis. É justamente para evitar esse problema que existe a coifa!

O eletrodoméstico filtra o ar quente do ambiente através de dutos, captando toda a fumaça, gorduras e reduzindo em até 90% os odores desagradáveis na hora de cozinhar.

Sem dúvida, a coifa é vista como um eletrodoméstico indispensável na hora de montar uma cozinha – já que os espaços estão cada vez mais compactos e práticos.

Principais tipos de coifa

As coifas apresentam modelos variados. É importante estar atento aos detalhes para que você saiba qual se encaixa melhor no estilo e espaço da sua cozinha. Existem quatro tipos principais de coifa:

  • Coifa de parede

Esse modelo é instalado próximo à parede e logo acima do fogão, absorvendo toda a fumaça e gorduras do ar. Sua principal vantagem é a instalação mais simples.

  • Coifa de ilha

Esse tipo de coifa é a escolha ideal para quem possui cozinhas americanas em que o balcão com fogão ou cooktop está localizado no centro do ambiente. Precisa de perfuração no teto para ser instalada. A principal vantagem é o visual moderno.

  • Coifa de embutir

Essa coifa é especialmente projetada para cozinhas planejadas, podendo ser instaladas independentemente da posição dos armários. Nesse caso, você pode até embutir a coifa no armário, fazendo com que ela permaneça “escondida”.

  • Coifa de Bancada

A coifa de bancada — também conhecida como downdraft — exerce a função de sugar e eliminar o vapor, fumaça e gordura que surgem na hora de cozinhar com eficácia. É mais moderna, com um design diferenciado e garante alta performance à cozinha. Geralmente, as coifas de bancadas são de aço inox com acabamento de vidro.

Como escolher o melhor modelo?

Para responder essa pergunta, deve-se considerar três fatores: eficiência, consumo de energia e dimensões do equipamento.

  • A eficiência do motor é a principal ferramenta da coifa no momento de filtragem do ar. Sendo assim, quanto melhor for o motor, melhor será a sucção da fumaça e dos odores. Um bom motor não precisa necessariamente emitir muito barulho, existem modelos silenciosos.
  • O consumo de energia e a voltagem do aparelho também são pontos importantes de verificar, principalmente para quem preza pela economia na conta de energia elétrica. Modelos que possuem iluminação em LED geralmente são mais econômicos.
  • Esteja atento às dimensões do equipamento na hora da escolha do modelo ideal. Tire as medidas da cozinha e da coifa para identificar qual se encaixa melhor no seu espaço. As medidas mais comuns de coifas são: 60 cm, 70 cm, 80 cm e 90 cm.

Cuidados especiais na hora de escolher a sua coifa

A coifa deve ser instalada a uma distância de pelo menos 65 cm do fogão. Assim é possível garantir seu funcionamento correto.

A limpeza deve ser feita frequentemente – tanto interna, quanto externamente -, pois o acúmulo de gordura no interior do filtro diminui o rendimento da coifa. Os filtros de gordura devem ser limpos regularmente e trocados de acordo com as orientações do fabricante, uma vez que filtros sujos, com acúmulo de sujeira e gordura, não irão funcionar corretamente.

Você deve verificar, antes de fazer a compra, a capacidade de sucção do aparelho, ou seja, o volume de ar que ele é capaz de absorver. Quanto maior a capacidade de sucção do aparelho, maior será a quantidade de vapor retirado do ambiente.

A durabilidade da coifa depende dos cuidados que o consumidor terá com o produto. Efetuar uma limpeza rotineira e não permitir o acúmulo de resíduos, principalmente de gordura, poderá promover uma vida útil mais longa e eficiente da coifa.